Revista Pensando Famílias nº 1

“Pensando Famílias” é uma publicação regular do DOMUS – Centro de Terapia de Casal e Família visando a divulgação de artigos inéditos referentes às áreas de casal e família. As modalidades dos trabalhos aceitos incluem artigos teóricos, relatos de pesquisa e casos clínicos, artigos de revisão e/ou atualização bibliográfica, resenhas e outros que serão submetidos para avaliação da Comissão Editorial, Conselho Editorial e Consultores ad hoc.

Textos, posicionamentos teóricos e ideológicos, contidos nos trabalhos propostos, são, unicamente, de responsabilidade do autor.

A publicação do primeiro número de PENSANDO FAMÍLIAS traz consigo muitas emoções. É o produto de um desafio que nos conduz a um caminho de grande responsabilidade, pois pretendemos que seja um espaço onde possamos expressar nossas idéias sobre temas referentes à família. Refletir sobre os sentimentos, pensamentos e relações dos indivíduos e do seu entrelaçamento na rede familiar, leva-nos, de alguma forma, a contribuir com o desenvolvimento e bem estar dos indivíduos na vida social.

Há algumas décadas, grupos de profissionais têm se dedicado a buscar novos rumos e abordagens para o entendimento da dinâmica familiar. Em um momento de transição como este que vivemos, próximos do ingresso em um novo milênio, onde as pessoas e seus relacionamentos estão se configurando de diferentes formas, novas idéias e questionamentos estão surgindo, para dar continuidade ao processo de pensar sobre as questões básicas da dinâmica familiar.

O fato de estudarmos o indivíduo em sua concepção biopsicossocial, insere-nos, logicamente, no seu ambiente natural: a família. É nela que o indivíduo aprende a usar seus primeiros sentidos básicos, aprende a se emocionar, sentir, pensar, interagir, aprende a viver.

A presença da família, ou sua falta, influencia no desenvolvimento do ser humano e este, através de seus relacionamentos e papel exercido, contribui na formação da estrutura familiar. Há uma interação de influências entre indivíduo e família, que não nos permite pensar um sem pensar o outro. Não podemos esquecer também, que ambos encontram-se inseridos em um determinado contexto social, que possui suas características peculiares.

PENSANDO FAMÍLIAS pretende, através de seus artigos, abordar diferentes aspectos da vida do indivíduo e da família. Profissionais especialistas participam, trazendo suas experiências e conhecimentos sobre as relações conjugais e familiares, refletem sobre concepções terapêuticas, buscam o entendimento do ser humano dentro de um contexto social amplo, inserido em sua cultura.

Após anos de contato pessoal e estudos realizados, profissionais pertencentes ao DOMUS – Centro de Terapia de Casal e Família, de Porto Alegre, sentiram a necessidade de criar PENSANDO FAMÍLIAS com a intenção de ser um veículo de comunicação entre aqueles que, estando interessados nas relações humanas, possam trocar conhecimentos, participando com artigos, idéias, comentários, críticas. Por tanto, convidamos todos os que desejarem participar conosco nesta caminhada, que o façam, enviando-nos suas produções, dando, assim, um maior sentido na busca pelo saber.

Agradecemos a todos os colegas que, de alguma forma especial, ajudaram-nos a chegar neste momento tão rico e significativo.


Helena Centeno Hintz

Resumo
O objetivo deste artigo é transmitir ao terapeuta familiar principiante algumas idéias sobre as entrevistas iniciais em terapia de família, tal como são desenvolvidas no DOMUS, Centro de Terapia de Casal e Família, em Porto Alegre. Sugere-se a leitura de alguns textos básicos para o principiante, acrescentando-se sugestões baseadas na experiência da autora: apoiar-se em um diagnóstico clínico do paciente identificado, assim como no diagnóstico da situação familiar, explorar bem as etapas anteriores à primeira entrevista propriamente dita, não se restringir a uma única entrevista inicial, manter a liderança, escutar-se a si próprio. Enfatiza-se ainda a necessidade de dar-se especial atenção ao estabelecimento de um bom vínculo assim como a um contrato de trabalho claro e objetivo.

Palavras-chave: entrevistas iniciais; diagnóstico familiar; contrato.


First Interviews in Family Therapy

Abstract
This article’s aim is to pass on to the beginner family therapist some ideas about the first interviews in family therapy, as they are developed at DOMUS, a family and marital therapy center, in Porto Alegre. Some basic reading is suggested, as well as some hints based on the author’s experience: having the support of a clinic diagnosis of the patient and of an evaluation of the family situation, using the contacts preceeding the first interview, not trying to do all at once in the first interview it self, as well as keeping the leadership and listening to one’s interior voice. Paying special attention to a good alliance and an objective contract is emphasized.

Keywords: first interviews; family diagnostic; contract.

Nira Lopes Acquaviva

Clique aqui para o texto completo

Resumo
Este trabalho tem como objetivo entender melhor a relação existente entre o modo de aprender da criança, seu desempenho escolar e o funcionamento do grupo familiar ao qual este sujeito pertence. Serão apresentadas, também, algumas reflexões que vem sendo construídas na busca de uma aproximação entre os conhecimentos da terapia familiar sistêmica e a prática psicopedagógica.

Abstract
The aim of this article is to better understand the relationship existent regarding the way the child learns, its school performance and its familiar functioning. It also intends to present some reflections that are being constructed in order to gather the family therapy knowledgement and the psychopedagogical practice.

Ana Maira Zortéa (texto completo)

Clique aqui para o texto completo

Resumo
Quando um adulto escolhe um parceiro, revive neste relacionamento, suas primeiras experiências das relações infantis. Assim como o indivíduo passa por um desenvolvimento desde a infância até a idade adulta, igualmente, um casal vivencia um ciclo evolutivo particular a este sistema. Neste trabalho, pretende-se salientar alguns aspectos da dinâmica do casal, apontando algumas das características mais peculiares aos cônjuges no casamento e no recasamento.

Palavras-chave: ciclo evolutivo do casal; dinâmica conjugal; casamento; recasamento.


Dynamics of the Interaction of the Couple

Abstract
When an adult chooses a partner, his or her previous experience regarding the first childhood relations are revived in this relationship. Just like a person that evolves from childhood to maturity age, a couple experiences an evolutive cycle that is particular to this system. The objective of this work is to emphasize some aspects of the couple dynamic, pointing up some of the most peculiar characteristics to couples in marriage and remarriage.

Keywords: evolutive cycle of the couple; conjugal dynamics; marriage; remarriage.

Helena Centeno Hintz

Clique aqui para o texto completo

Resumo
O subsistema conjugal possui um ciclo de vida próprio com fases relativamente previsíveis no que se refere à seqüência, mas não em sua duração.

Abstract
As a subsystem a couple’s relationship has its own life cycle. The couples pass into phases that can be predicted in their sequence, but not in their duration.

Marli Kath Sattler, Laíssa Leopardo Eschiletti, Laura Alonso de Bem, Márcia Schaefer (texto completo)

Clique aqui para o texto completo

Resumo
O filme “ENCONTRO MARCADO” é empregado como recurso ilustrativo para apreciarmos alguns tópicos das teorias psicanalíticas e sistêmica, no que diz respeito à resolução do Conflito Edípico. quando este permanece vivo e atuante, alimentado por importantes características do sistema no qual se desenvolvem as pessoas em questão.

Abstract
The picture “Meet Joe Black” is used here as an illustration for us to analyze some aspects of the psychoanalytic and systemic theories. We can observe, for example, the issue about the resolution of the Oedipus Comp/ex that remains prominent in both sisters, probably stimulated by important characteristics of the familiar system in which they belong.

Iara L. Camaratta Anton (texto completo)

Clique aqui para o texto completo

Resumo
É muito difícil para as famílias e especialmente para os jovens falar de sua homossexualidade por isso, muitas vezes, este assunto permanece sob forma de segredo. A terapia de família auxilia a revelação do segredo da homossexualidade e proporciona a pais e filhos a oportunidade de expressarem sentimentos, temores, ansiedades e conflitos, isto é, ter um encontro com a própria realidade. O artigo nos convida a uma reflexão: a intervenção do terapeuta de família para dar voz ao segredo – homossexualidade.

Abstract
It is very difficult to families and specially to young people to talk about their homosexuality and, for this reason, sometimes such subject remains as a secret. The family therapy helps the secret of homosexuality to be revealed and provides parents and children with the ability to express feelings, fears, anxieties and conflicts also helping them face their own reality. The article invites us to a reflection: the intervention of the family therapist to give voice for the secret homosexuality.

Adriana Zucchi Monaco Moreira, Glória Maria Garcia Dócolas (texto completo)

Clique aqui para o texto completo

Resumo
Metáfora é o uso de uma coisa para representar uma outra. Novelas, contos de fadas, rituais, tarefas, pinturas, desenhos e outras produções artísticas, muitas vezes transmitem significado metaforicamente. Metáforas podem ser usadas para desenvolver o vínculo entre terapeuta e paciente, e pode auxiliar a alcançar as metas terapêuticas.

Palavras-chave: metáfora; terapia; comunicação; vínculo.


Metaphors as Therapeutic Instrument

Abstract
Metaphor is the use of one thing to represent another. Novels, anecdotes, fairy tales, rituals, tasks, painting, drawings and another artistic productions often carry meaning metaphorically. Metaphors can be used to assist in the development of rapport with clients, it can help in the stablishement of treatment goals.

Keywords: metaphor; therapy; comunication; bond.

Lindoia Marlene Cusinato Alves

Clique aqui para o texto completo

close-link